Tecnologia de Reconhecimento Facial

Muito tem-se falado sobre Tecnologia de Reconhecimento Facial. Você sabe do que se trata?

Nem todo mundo tem a real compreensão de como esta técnica já está difundida no nosso dia-a-dia. Os aparelhos celulares de última geração são o melhor exemplo de como já estamos acostumados com esta ferramenta, mesmo que sem nos dar conta disto.

Por definição, a tecnologia de reconhecimento facial é um sistema projetado para identificar pessoas por meio de uma série de imagens obtidas automaticamente por uma câmera de vídeo ou fotografia. Toda esta descrição parece complicada, mas na realidade o princípio do processo é relativamente simples. Depois que a fotografia é tirada um programa de computador identifica a localização os olhos, nariz, sobrancelha e boca da pessoa e a partir destas definições começa a fazer inúmeras medições entre estes. À estas medidas acrescenta-se a localização de certas características físicas importantes (diâmetro do rosto, por exemplo) e a junção destas informações acabam resultando numa sequência numérica que fica registrada como o registro único individual.

Como curiosidade o sistema também tem capacidade de registrar o humor da pessoa, se este usa ou não óculos, se tem acessórios no rosto, tatuagens, cor do cabelo e olhos além de marcas de nascença. Todas estas informações são uteis para agrupar os códigos das diversas pessoas em pastas específicas para agilidade no momento de localizar/encontrar uma pessoa no banco de dados e dar mais subsídios ao sistema para calcular o grau de similaridade.

Grau de similaridade é um cálculo resultante da comparação – matemática – de duas imagens. A nova imagem capturada por uma câmera com aquela guardada na memória do equipamento. Este cálculo dirá, em termos porcentuais, qual a probabilidade de que um rosto seja igual ao outro rosto. Caso este número for alto (100% é a correspondência perfeita) o sistema responde com um alerta para o qual este foi projetado.

Porque esta tecnologia, que já existe há tanto tempo, só agora está em expansão?

O conceito da tecnologia de reconhecimento facial, como já dissemos, é relativamente simples, mas houve a necessidade de se esperar algum tempo para que câmeras de fotografia/vídeo evoluíssem para captar imagens cada vez mais nítidas a um custo baixo. Paralelamente a isto, a evolução da computação (agilidade no processamento de dados) e sistemas de internet (conexões mais rápidas e confiáveis) foram necessários para que as imensas cargas de dados de cada rosto e o seu processo de comparação pudessem ser realizados de forma ágil.

Excluindo-se as aplicações em aparelhos celulares, onde mais esta tecnologia tem aplicação?

A tecnologia de reconhecimento facial está bastante difundida em sistemas de segurança e um bom exemplo disto são os aeroportos. Câmeras espalhadas pelos saguões ficam monitorando as pessoas e comparando com as bases de dados da polícia no intuito de buscar por pessoas foragidas ou que tenham algum problema com a justiça. Alguns aeroportos já contam com esta tecnologia na área de imigração, onde equipamentos fazem esta comparação para identificar se os documentos apresentados estão corretos e a situação de visto de cada um, ajudando os oficiais nesta análise.

Em residências, o reconhecimento facial já é bastante usado para dar acesso a um morador ou convidado às suas dependências. Em empresas, por exemplo, colaboradores podem marcar seu ponto, conseguir acesso à áreas restritas e tudo isso sem o envolvimento de pessoas neste processo.

Outro exemplo de uso desta aplicação é em arquivamento de fotografias. O Google disponibiliza esta tecnologia em seu sistema de guarda de fotos para organizar fotos de uma determinada pessoa e com isto ajudar o usuário a encontrar aquela foto desejada em menos tempo.

Uma pergunta final: o sistema é seguro? Seria possível burlar o reconhecimento facial como visto nos filmes?

A resposta para isso é: NÃO! Não há como burlar o sistema. Lembre-se que o cinema já produziu homens voadores, animais falantes, carros que voltam ao passado …. Mas quando optar por um sistema destes, busque por profissionais e empresas sérias para esta implantação. Nós do Grupo Megavig podemos te ajudar – venha conversar conosco! Recorra ao nosso post sobre “Segurança Eletrônica” que fala sobre tecnologias disponíveis a baixos custos e instaladas por profissionais não habilitados e suas consequências.

Você tem alguma dúvida, crítica ou sugestão a respeito deste post? Deixe seus comentários e entraremos em contato. Adoraríamos conhecer o seu comentário.

.

Equipe Megavig

Equipe Megavig

Leave a Replay